Hiperêmese Gravídica, o que é?

Publicado em 24 de setembro de 2019 por

Durante a gestação, especialmente no primeiro trimestre, é muito comum que a gestante tenha enjoos, que devem melhorar conforme a gravidez avança.

A maioria das mulheres grávidas experimenta algum tipo de enjôo matinal – de 70 a 80% das gestantes. Porém há uma condição chamada de hiperêmese gravídica, onde os enjoos persistem, como no caso da apresentadoras Tata Werneck e Fernanda Lima e a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton.

A hiperêmese gravídica é uma condição muito rara, que acomete cerca de 2% das grávidas, caracterizada por náuseas, vômitos, perda de peso e distúrbios eletrolíticos. Casos leves podem ser tratados com mudanças na alimentação, repouso e antiácidos. Para casos mais severos é necessário ir ao hospital para receber líquidos e nutrição intravenosa.

Acredita-se que essa náusea grave seja provocada pelo aumento dos níveis hormonais mas a causa ainda é desconhecida. Os sintomas aparecem geralmente entre a 4ª. e a 6ª. semanas de gravidez e podem atingir um pico entre a 9ª. e a 13ª. semanas. Entre a 14ª. e a 20ª. semana a maioria das futuras mamães com hiperêmese já sentem um alívio. Cerca de 20% permanecem com a condição de náuseas e vômitos até o final da gestação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *