Tatá Werneck mostra mudança no corpo causada pela gravidez e fãs ficam muito surpresos

Publicado em 26 de agosto de 2019 por

A APRESENTADORA ESTÁ ESPERANDO A PRIMEIRA FILHA, FRUTO DO RELACIONAMENTO COM RAFA VITTI

Tatá Werneck está grávida da primeira filha, fruto do relacionamento com Rafael Vitti, e resolveu mostrar uma mudança no corpo causada pela gravidez, que apesar de ser muito comum, poucas pessoas falam abertamente sobre isso. No 7° mês da gravidez, a apresentadora do programa Lady Night, publicou uma foto do seu pé e surpreendeu por estar muito inchado.

Como sempre, sem perder o bom humor, Tatá se divertiu na legenda. “Agora que não tem mais curtidas, apreciem meu pé inchado feito um pão. Patrocínio: gestação– mudando seu corpo a cada dia”, escreveu ela. Os seguidores ficaram chocados, mas entraram na brincadeira e morreram de rir!

“Pão frânces ou baguete? Eis a dúvida”, brincou uma das seguidores. “Pão, pão, pão! Tatá tudo passa, mas a padaria ainda vai dar muita fornada. Força, garota”, disse outra. A humorista falou que está sendo muito difícil. “Meu pé é magrinho, ele ta inchado mesmo. Eu calço 33”, explicou.

É extremamente normal que você fique inchadas durante a gravidez. Esse sintoma chega no terceiro trimestre de gestação e afeta principalmente áreas como pernas, pés, braços, mãos e rosto. O motivo? De acordo com o Dr. Alberto Guimarães, obstetra e pai de Beatriz e João Victor, a gravidez aumenta consideravelmente – aproximadamente 50% – a quantidade de sangue e fluídos circulantes em nosso corpo por conta da placenta e da nutrição do bebê.

A retenção extra de líquidos é necessária para suavizar o corpo, permitindo que ele se expanda conforme o bebê cresce. Esses fluidos a mais também ajudam a preparar as articulações e tecidos pélvicos a serem abertos quando chegar o momento do parto. Eles são responsáveis por aproximadamente 25% do aumento de peso durante a gravidez.

Além disso, seu útero faz pressão nas suas veias, o que prejudica o retorno do sangue para o coração. “É como se o útero fosse uma pedra gigante que dificultasse a subida do sangue, o que causa o acúmulo desse nos membros inferiores”, explicou o médico.

Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *