E se eu falhar como mãe?

Publicado em 21 de janeiro de 2021 por

Foto profissional grátis de adulto, amor, bebê

O medo de não ser uma “boa mãe” não é incomum, este pensamento negativo começa na maioria dos casos, ainda na gestação e se estende pela maternidade. Nós sabemos que a gravidez engloba muitas coisas, mas não é sinônimo de culpa, é importante lembrar-se que, assim como todo ser humano as mães também irão errar, mas acertarão muitas vezes.

De maneira geral, nós devemos levar a vida de uma forma mais leve, abandonando medos e culpas desnecessárias. Já de dentro da barriga, seu filho te ama muito e sabe que você está fazendo o seu melhor! Portanto, se preocupe com o que de fato é importante: suas consultas, alimentação, saúde do feto, enfim, aquilo que realmente é necessário. Aproveite estes meses de gestação para apreciar o crescimento da barriga, se emocionar com o primeiro chute e ao começar a decorar o quartinho. Estes são momentos especiais e únicos que depois do seu bebê nascer, você vai sentir falta e nada melhor do que aproveitar o momento e ter boas histórias para contar.

Relaxe! Não existe um manual de como ser uma boa mãe. Você aprenderá tudo na prática e fará um excelente papel, eu tenho certeza. Confie nos seus instintos, tenha uma rede de apoio e aproveite a maternidade que de tão sublime não deixa espaço para pensamentos negativos. Vai dar tudo certo, mas caso você tenha dúvidas, pode deixar aqui nos comentários do blog ou dar uma olhada nos outros conteúdos. Tenho certeza que eles serão úteis para você e seu bebê.

Mantenha-se saudável, evite faltar as consultas e fica bem longe do estresse, tudo isso auxiliará para que sua gravidez flua da melhor maneira possível. Saiba que estou torcendo por vocês e logo, logo seu bebê estará em seus braços, para receber o maior amor do mundo, o da mamãe. Cuidem-se e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *